Historial

Historial


A Santa Casa da Misericórdia de Mortágua foi fundada em 1948 com a abertura do Hospital Concelhio, a ausência de um estabelecimento clínico no nosso Concelho era, na altura, uma grande carência.

O Hospital foi construído com oferendas públicas e fundado pelo Dr. José Abreu, provedor da Misericórdia durante 48 anos.


Foto16 1948


A dinâmica do Hospital concelhio, perdeu-se com o 25 de Abril, visto que os subsídios estatais deixaram de contemplar as Misericórdias, que passaram então por grandes dificuldades financeiras. A 11 de Março de 1975, verificou-se a passagem dos Hospitais para o Serviço Nacional de Saúde.

Desde esta data e até 1992, a Misericórdia passou por um fase de completa estagnação, neste ano foi aberto à comunidade um Lar de Idosos, com capacidade para 30 utentes, que pautou a acção da Misericórdia até 1995.

No ano de 1995, surge no Concelho de Mortágua o Projecto de Desenvolvimento Integrado “Ao Encontro de...” inserido no Programa Nacional de Luta Contra a Pobreza, promovido pela Câmara Municipal de Mortágua, e em que a Santa Casa da Misericórdia era a entidade de suporte jurídico, foi desenvolvido em parceria com outras Instituições locais e regionais, nomeadamente o Centro Regional de Segurança Social do Centro Serviço Sub-Regional de Viseu, Centro de Saúde de Mortágua, e a Escola Profissional Beira Aguieira.


laridosos


Este, é o ano da “reviravolta” na Filosofia da Instituição. Com o projecto de luta contra a pobreza e a entrada de novos órgãos sociais na instituição assiste-se à introdução de uma nova dinâmica e metodologia de trabalho baseado na participação e desenvolvimento de redes de parcerias locais, regionais e nacionais com vista à procura de respostas concertadas para os problemas sociais do concelho. Assistiu-se, simultaneamente, à abertura da instituição ao meio e a uma atenta preocupação com os problemas sociais que ainda se faziam sentir no concelho.

A Santa Casa viu assim alargado o seu âmbito de actuação a outras respostas sociais e grupos populacionais desfavorecidos, nomeadamente através do Serviço de Apoio Domiciliário destinado á população Idosa e Deficiente e de um Centro de Dia com Serviços Extensivos ao Domicílio.

A infância é um dos grupos prioritários da intervenção, por isso no âmbito do referido projecto foram abertos à comunidade, dois Centros de Actividades de Tempos Livres, um localizado na Sede do Concelho e outro numa das freguesias mais serranas, para cerca de 50 crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos, onde lhe foram prestados os serviços de prolongamento de horário, refeição e transporte até ao final do ano lectivo 2010/2011.

Durante este tempo, foi notório o crescimento do número de utentes abrangidos pelas respostas sociais supra citadas, pois a procura de respostas de apoio pelas famílias era uma constante.
Em 1999 foi aprovada a candidatura feita ao Programa de Apoio Integrado a Idosos para a criação de um Centro de Apoio a Dependentes. Esta estrutura veio colmatar uma falha diagnosticada à muito, o apoio temporário para situações de dependência.


20160913 103336


Em 2001, o concelho de Mortágua entra no programa Rede Social, onde a Santa Casa da Misericórdia tem um papel activo e através do qual é feita uma “radiografia” ao Concelho e se diagnostica a necessidade urgente de responder às carências sentidas na área da deficiência.

Em 2006, a Santa Casa é escolhida para integrar o projecto-piloto da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, com uma unidade de média duração com capacidade para 15 utentes e uma unidade de longa duração com capacidade para 10 utentes. Esta Unidade entrou em funcionamento no dia 6 de Novembro de 2006. Em Outubro de 2007, foram negociadas mais 2 camas em longa duração, passando a unidade de longa para 12 camas.


DSCN9331


No ano de 2012, o Município de Mortágua construir um Centro Educativo Único, tendo escolhido para parceiro, na área do apoio social às crianças, a Santa Casa da Misericórdia de Mortágua, através do estabelecimento de um protocolo em que a Santa Casa da Misericórdia assumiria os serviços de cozinha e refeitório para a totalidade dos alunos do ensino básico e pré-escolar, bem como os respectivos serviços de apoio à família.

Paralelamente o Município de Mortágua estabeleceu um contrato de cessão das instalações da Creche com a Santa Casa da Misericórdia, que ficou desde esta data com mais esta resposta social.


Creche


O diagnóstico elaborado no âmbito da Rede Social apontou para a necessidade urgente de responder às carenciais sentidas na área da deficiência.

A Santa Casa da Misericórdia de Mortágua face a esta realidade elaborou um projecto que aprovou no âmbito da Rede Social, tendo como parceiro o Município de Mortágua. Este projecto candidatado ao Programa Potencial Humano – Apoio a Investimento a Respostas Integradas de Apoio Social, do Ministério do Trabalho e Segurança Social, teria um financiamento de 75% do valor da candidatura, 1.040.413,00 Euros.

Aprovado o projecto, a Santa Casa da Misericórdia de Mortágua abriu concurso público tendo sido o valor da adjudicação 1.280.250,00 Euros e sendo o prazo de execução 18 meses, tendo sido o contrato de adjudicação assinado no dia 24 de Agosto de 2011.

O Lar Residencial e Centro de Actividades Ocupacionais representou a criação de um conjunto de novas Respostas Sociais nas actividades já desenvolvidas por esta instituição.


DSCN9056


O equipamento social construído permitiu dar uma resposta integrada e um apoio de proximidade a um sector da população que é extremamente vulnerável, constituindo ao mesmo tempo um apoio às famílias que tem pessoas com deficiência a seu cargo, enfrentando muitas vezes, grandes dificuldades no dia-a-dia dada a necessidade de cuidados especiais para os quais não estão preparados.

O lar residencial tem a capacidade de 24 utentes em regime de internamento e a mesma capacidade em Centro de Actividades Ocupacionais, acolhendo pessoas com idade a partir dos 16 anos.

Com a concretização deste projecto cumpriu-se um velho sonho da instituição, do município e do concelho que permitirá dar uma resposta social a quem tanto dela necessita e simultaneamente criou 22 postos de trabalho directos, que associados aos 120 já existentes transformaram a Santa Casa da Misericórdia de Mortágua no terceiro maior empregador do Concelho de Mortágua.